“Amar é crime” encerra, a programação de “Laboratório Cena Contemporânea”

A peça teatral “Amar é crime”, com o ator Jônata Gonçalves, e em seguida um bate papo com o ator sobre ‘marginalidade na obra do autor Marcelino Freire’, encerra hoje, dia 26, às 20h, a programação de “Laboratório Cena Contemporânea”.

 O espetáculo, com direção de Max Reinert, terá transmissão ao vivo pelo canal do YouTube da Téspis Cia. de Teatro e participação de artistas convidados.

 Programação de encerramento

 O que: Tema da noite: "Marginalidade na obra de Marcelino Freire" – Transmissão Peça “AMAR É CRIME” (com Jônata Gonçalves) – Bate-papo ao vivo com o ator na Itajaí Criativa - residência artística, respeitando o distanciamento social.

Quando: 26 de fevereiro (sexta-feira), às 20h.

Onde: www.youtube.com/tespisciadeteatro.

Sinopse: Dentro do camarim, lugar ritualístico, de transição entre o real e a ficção, um ator nos traz uma série de histórias em que o amor flerta com seu reverso: a dor, a morte, o mal. Componentes presentes nos contos de Marcelino Freire, um dos mais celebrados escritores contemporâneos, que coloca no centro de sua literatura um desfile de personagens marginalizados, invisíveis em nossa sociedade.

Fique por dentro

Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos no seu email!