Arte e cultura

Curso de percussão e capoeira forma novos alunos em Itajaí

Acontece no dia 15 de julho, a formatura dos alunos do Centro de Educação de Jovens e Adultos - CEJA  e crianças da Escola...

Noticias

Itajaienses são campeões do 13° Pan-Americano de Wushu

Asael da Silva Farias conquistou o 1º lugar, e Gabriel Davi Antonetti recebeu a medalha de ouro no 13° Campeonato Pan-Americano de Wushu. O Pan-Americano...

Revista do Mês


VÍDEOS

Últimas matérias

Mostra de Jazz, Música Popular e Instrumental Brasileira no Mercado Público de Itajaí. 

o Itajazz em sua 25ª edição acontece de 09 a 12 de agosto no Mercado Público de Itajaí, de forma gratuita com oito shows...

Espetáculo baseado nos contos de Nelson Rodrigues na Casa da Cultura em Itajaí

O espetáculo “Cinco Vezes Nelson”, dirigido por Valéria de Oliveira e protagonizado pela 17ª turma do Curso de Teatro da Companhia Porto Cênico, será...

EXPOSIÇÃO “DIVERSIDADE EM CORES” NA GALERIA DE ARTES ELSON RENATO DOS SANTOS

Acontece nesta sexta-feira, dia 05, na Galeria de Artes Elson Renato dos Santos, localizada no CIC - Centro Integrado de Cultura de Navegantes, a...

Application Production Community Game

The software development world game is a popular game among scholars. this These kinds of games let students explore ...

Information From a Corporate and Entrepreneur Perspective

It is critical for businesses to consider the corporate and investor perspectives in their decisions. A business could be more successful if it...

Música

Poesia da Semana

Eterna Mente
Álvaro Castro 1997

Introspectivo e livre de meu ego
divago no escuro, de olhos fechados,
sondando mistérios – como cego.
Nessa viagem quero romper o céu,
rasgar esse indevassável véu.

(A vida... ah, desprezível ironia!
luz fulgurante mas momentânea;
exacerbada e inútil miscelânea.
Se pudesse.., jamais aceitaria.)

Procuro em vão – nas trevas –
A energia dessa luz... Não desisto!
Nos sóis, nas luas, nas selvas,
só meu pensamento: “Penso: logo, existo.”

Sem forma, sou imortal e perene: Cosmos.
Com forma, sou mortal e evanescível: Pó.

(Sei que um dia serei saudade;
depois, lembrança ainda indelével
e, logo depois, apenas tênue.
Finalmente, nada. Nada mais!)

Mas, no escuro silente há paz e perenidade.
O tempo é sempre: juntos, futuro e pretérito,
momento único e eterno!
Aí, então, talvez fique a divagar
a minha eterna mente.